A primeira associação que se faz quando falamos em vidro é com a transparência e consequentemente com o ver e permitir ser visto. Mas não é sempre que isso ocorre. O material não se limita a expor simplesmente. Em muitas situações, a privacidade é fundamental e até mesmo nessas situações, o vidro continua uma excelente opção.



O vidro pode promover a privacidade total de um ambiente. Bloquear totalmente a passagem de luz e os olhares indiscretos. Para isso precisa somente de uma camada de tinta, de uma camada de esmalte cerâmico, de uma película plástica ou de um engenhoso e complexo sistema.

Os serigrafados com impressão total cumprem ao propósito de promover total privacidade. Assim como os esmaltados, alguns laminados e os pintados a frio.

Serigrafados e esmaltados se assemelham por receberem esmalte cerâmico e passarem por um forno de têmpera para que este fique impregnado ao vidro. A diferença está no processo como isso é feito. No sistema serigráfico, como o nome já diz, o esmalte é aplicado através de uma tela serigráfica. Já nos esmaltados a aplicação é feita através de rolos, em equipamento apropriado.

No sistema de pintura a frio, uma tinta especial é aplicada ao vidro e a peça é deixada para secar. A resistência por esse processo é prejudicada, mas atende a várias situações.

Na laminação, essa propriedade de bloquear a visão e a luz é obtida através da aplicação de uma camada plástica colorida ou totalmente branca.

Mesmo perdendo sua luminosidade por transmissão, os vidros possuem luminosidade por reflexão. Sendo assim, quando coloridos continuam refletindo a luz ambiente. Incluem-se aqui os espelhos que, mesmo barrando a visão, promovem bem estar e sensação de amplitude aos ambientes.

Anúncios