Refrescar, seduzir, relaxar, estimular… As finalidades do banho são tão numerosas quanto os benefícios que ele traz para o corpo e mente das pessoas.


 Quando se fala em banho, vem à mente algo mais que água. O pensamento viaja para o ambiente em que ele ocorrerá. Pensa-se na luz, na cor e… no boxe, é claro!

 Esse componente tão importante do banheiro deixou há muito tempo de ser apenas um anteparo para não permitir que água molhe todo o ambiente e passou a fazer parte fundamental do ritual de limpeza realizado diariamente. O vidro tem participação especial e aparece mais renovado nos inúmeros modelos oferecidos pelo mercado.

Até poucos anos atrás, o boxe de banheiro era fabricado com chapas de poliestireno ou acrílico. Hoje, é de vidro temperado (6 e 8 mm de espessura), chapas de poliestireno ou PET reciclado. Há dois nichos de mercado no Brasil: o padrão (com melhor custo/benefício, mas com limitações) e o especial (com maior tecnologia). Quanto aos modelos disponíveis, citam-se os de porta de correr, articulado (“camarão”) e pivotante (de abrir). De vidros curvos ou planos, eles ainda podem ser frontais, de canto ou de banheira. Projetos especiais, com vários ângulos e variações nos tipos de vidro, proporcionam efeitos inusitados ao boxe.

A maioria dos boxes de banheiro é de vidro temperado. O material é cinco vezes mais resistente do que um vidro comum e, em caso de quebra, concentra os cacos em pedaços miúdos e não pontiagudos.
 
Fonte: Abravidro