Tags

, , ,

De janeiro a junho de 2011 o agronegócio brasileiro registrou um superávit de US 34,7 bilhões, um crescimento de 20,5 no saldo de negócios externos do setor em relação ao mesmo período de 2010. As exportações totalizaram US 43,1 bilhões, 23,4 superior ao mesmo período de 2010. Esse bom desempenho gera impactos diretos no mercado de máquinas agrícolas. As exportações de máquinas agrícolas, em valores, totalizaram US 234,8 milhões em junho. No acumulado deste ano, houve crescimento de 58,1 nas vendas externas de máquinas agrícolas.

O mercado de vidros para máquinas agrícolas é formado por empresas fabricantes de máquinas e por fornecedores de materiais de reposição, como os cabineiros. A escolha da empresa fornecedora deste material leva em conta diversos critérios. “Qualidade, pontualidade, bom preço e a parceria entre o fabricante de vidro e o cliente são fundamentais na hora de escolher nossos fornecedores”, afima Spagnol.

A produção de vidros para máquinas agrícolas tem como principal característica o rigoroso controle de curvatura em peças, que são desenvolvidas especialmente de acordo com a necessidade do cliente.

De acordo com Luís Fernando Schmidt, gerente administrativo da Vidronovo, os vidros utilizados para este segmento são do tipo float, podem ser planos e curvos e devem passar pelo processo de têmpera. “O processo de têmpera consiste em aquecer o vidro a uma alta temperatura em forno adequado, e resfriá-lo bruscamente por meio de jatos de ar, resultando em uma resistência cinco vezes maior do que a de um vidro comum”, explica Schmidt.

Fernando Spagnol, diretor da Cabibras, empresa especializada na fabricação de cabinas para máquinas agrícolas, afirma que os vidros mais procurados para cabinas de máquinas agrícolas são os vidros curvos e planos, verde e temperado.

De acordo com Schmidt as expectativas para o mercado de vidros destinados ao setor de máquinas agrícolas são otimistas, já que o setor agrícola está em pleno desenvolvimento. “Há grandes investimentos por parte dos fabricantes de máquinas agrícolas na modernização dos modelos e lançamento de novos, gerando aumento de produtividade no campo”, finaliza Schmidt.

Anúncios