Uma pesquisa realizada em abril do ano passado nos EUA revelou que 90% das pessoas entrevistadas acreditam que o vidro seja a melhor opção de embalagem para alimentos. E elas não estão enganadas, pois o vidro não libera substâncias no alimento, é inerte e impermeável, além de não deixar qualquer gosto no conteúdo da embalagem.  Já percebeu como é diferente o sabor de um refrigerante em garrafa plástica e em garrafa de vidro?

Certamente que sim. Diferentemente do vidro, o plástico pode liberar substâncias que o constitui, algumas delas completamente prejudiciais a nossa saúde. Podemos citar uma que já foi proibida em países da União Europeia, no Canadá, na China e outros: é o chamado Bisfenol A, que em nosso corpo age da mesma forma que hormônios – mas de maneira maléfica.  A substância pode ainda estar associada a uma série de doenças, tais como problemas cardíacos, câncer de mama e próstata, apenas para citar algumas.

Por coincidência ou não, Piracicaba foi a primeira cidade no país a aprovar uma lei que proíbe o Bisfenol A em produtos comercializados costumeiramente. No que se refere ao território nacional, há uma lei proposta na Câmara dos Deputados para proibir completamente a substância em todo o país.

Você já sabia que o vidro era a melhor opção para condicionar os alimentos?

Deixe sua opinião!