Tags

, , , , ,

Buzinas, aviões, carros com som alto, festas, pessoas falando alto – um barulho realmente enlouquecedor.  São Paulo é segunda cidade mais barulhenta do planeta (só perde para Nova Iorque nesse índice), e uma solução cada vez mais procurada são de vidros à prova de som. Entretanto, o preço ainda não é acessível a todos. Uma janela de 1,20m x 1,20m, por exemplo, custa em média R$ 1.200. Imagine a quantia para colocar em toda a casa ou em um escritório? Mas em um grande cidade este custo pode compensar.

A regra para compreender o isolamento acústicoé simples: quanto mais grosso o vidro, maior será o silêncio. Mas a indicação de qual tipo de vidro será utiizado depende do tipo de barulho e de sua intensidade. Para os sons graves (de caminhões, carretas, motos) é necessário investir em vidros triplos. Nas janelas podem ser usados outros tipos de vidro, além deste já citado. As esquadrias são preenchidas com borracha, lã de vidro ou outro material elástico que permita uma vedação satisfatória. Os fabricantes garantem pelo menos 70% na melhora nos ruídos. Já dá para dormir melhor.

Mas nada vem de graça. A janela deverá estar sempre fechada para continuar sem o barulho das ruas, e isso não proporciona um arejamento da casa. Para que haja ventilação, se faz necessária a instalação de ar condicionado. Segundo a Organização Mundial da Saúde, um som é suportável (e recomendável) até 50 decibéis. E só para se ter uma noção, um latido de cachorro pode ir até a 200 decibéis.

Você acha que compensa colocar vidros anti-ruído? Deixe sua opinião!